Moçambique: 40 Anos de Independência

O Parlamento Juvenil, movimento de advocacia em prol dos direitos e prioridades da juventude, saúda efusivamente o comemorar dos 40 anos da Independência Nacional, à 25 de Junho de 1975, dia em que triunfou a unidade dos Moçambicanos em prol dos mais nobres ideais da liberdade e justiça social.

Para o Parlamento Juvenil a independência não se pode resumir pela ausência formal do colono, devendo significar um novo compromisso reconciliatório dos cidadãos, mulheres e homens, com os tomadores de decisão, os políticos e o grande capital, nacional e internacional, que não raras vezes reserva à uma minoria burguesa o usufruto da riqueza nacional, enquanto a grande maioria reclama exclusão na recuperação económica.

Nós, jovens moçambicanos, rendemos a mais justa homenagem aos briosos combatentes da liberdade e à toda a sociedade moçambicana que sabiamente venceram as diferenças e honraram o amor à esta “pátria de heróis” para que milhões de moçambicanos pudessem respirar independência. Os jovens Moçambicanos de hoje não conheceram os tempos do xibalo e da palmatória graças ao sacrifício consentido, ao sangue vertido e ao manancial inspirador dos nossos antecessores, característicos do toque de pedra da nossa República. (…)”

[Clique aqui] para ler o comunicado de Imprensa do Parlamento Juvenil alusivo ao dia 25 de Junho, dia da independência Nacional.